Este site usa cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website concorda com o seu uso. Para saber mais, leia a nossa Política de Cookies.

Mercado continua a descer. Híbridos a crescer

Mercado continua a descer. Híbridos a crescer

Somando aos híbridos plug-in os híbridos convencionais e os elétricos puros, verifica-se que os automóveis eletrificados já representam 29,4% das vendas de ligeiros de passageiros. O segmento dos híbridos plug-in foi o que mais cresceu no primeiro trimestre.

Já se sabe que 2020 foi um ano difícil no setor automóvel português (e um pouco por todo o mundo), com uma queda de vendas próxima dos 35%. O cenário continua em 2021, até porque a pandemia e a crise económica associada parecem estar ainda longe do fim. No primeiro trimestre deste ano, foram matriculados em Portugal 31.039 veículos ligeiros de passageiros, menos 31,5% de veículos em igual período de 2020.

Mas nem tudo são más notícias. O mercado dos veículos elétricos continua em crescimento, sobretudo no segmento dos híbridos plug-in, que cresceu mais de 60% em termos homólogos. Nos primeiros três meses de 2020, os automóveis com esta tecnologia representavam 4,6% das vendas de ligeiros de passageiros. Já no primeiro trimestre deste ano as vendas cresceram 62,1% (3.405 unidades), representando cerca de um em cada nove automóveis vendidos no país. Um aumento que terá sido impulsionado pelo início da eletrificação de muitas frotas de empresas e também pelo grande aumento e diversificação da oferta. Além dos incentivos fiscais. Este tipo de veículos tem funcionado como uma espécie de porta de entrada para muitos dos condutores que querem um carro ecológico, mas ainda não estão totalmente confortáveis com a ideia de adquirir um veículo 100% elétrico.

Híbridos convencionais também crescem

Nos híbridos convencionais, os primeiros três meses do ano também foram positivos. As 4.126 viaturas vendidas correspondem a uma subida homóloga de 45,7%, tendo a quota de mercado passado de 6,3% para 13,3%. Já o segmento dos veículos 100% elétricos sofreu uma forte quebra no primeiro trimestre, após sucessivos anos de crescimento. Até final de março, foram vendidos 1.579 carros 100% elétricos, menos 41%, ou 1.097, do que nos primeiros três meses do ano passado. A quota baixou de 5,9% no primeiro trimestre de 2020 para 5,1%.

A verdade é que, somando aos híbridos plug-in os híbridos convencionais e os elétricos puros, se verifica que os automóveis eletrificados já representam 29,4% das vendas de ligeiros de passageiros. Há cerca de um ano a quota de mercado destes automóveis era de 16,8%. Aliás, os carros eletrificados já pesam mais no mercado nacional do que os automóveis a gasóleo. Nos primeiros três meses deste ano foram vendidos 8.156 carros a diesel, o que representa 26,3% dos ligeiros de passageiros. Também nos automóveis a gasolina foi observada uma forte descida: menos 8.579 veículos, uma queda de 39,1%. A quota de mercado dos carros a gasolina recuou de 48,4% para 43%.

Main Sponsor

Electric Partners


Ecosystem Partners


Apoio Institucional